Ainda o Ano Europeu do Envelhecimento Activo

Clique aqui para ver uma dissertaçao do  Professor Fernando Padua

A União Europeia está a passar por um processo de alterações demográficas importantes devido ao facto das pessoas viverem vidas mais longas e mais saudáveis. A expectativa de vida aumentou oito anos, e projeções demográficas prevêem um aumento de cinco anos durante os próximos 40 anos. Se combinarmos isso com baixas taxas de natalidade, o equilíbrio entre jovens e idosos na Europa vai ser drasticamente alterado. De forma alarmante, projecções demográficas do Eurostat indicam um declínio de cerca de 6,8% no número de pessoas em idade activa até 2030, portanto, duas pessoas em idade activa serão necessários para apoiar uma pessoa aposentada.

A sociedade enfrenta uma série de desafios, como consequencia do exposto, e as implicações para as autoridades locais, regionais e nacionais são sérias – pode haver um aumento na pressão sobre os orçamentos públicos e os sistemas de pensões, bem como sobre a prestação social e os cuidados para os idosos. Além disso, a velhice é freqüentemente associada com a doença e dependência, e os idosos podem sentir-se excluídos do emprego, bem como da família e da sociedade.

No entanto, estes desafios muitas vezes negligenciam a contribuição significativa e potencial que os idosos podem dar à sociedade. O principal desafio será o de promover o envelhecimento saudável e ativo para os cidadãos europeus uma vez que mais anos de boa saúde vai significar uma melhor qualidade de vida, mais independência e a possibilidade de permanecer ativo. O envelhecimento da população com boa saúde também significa menos pressão sobre os sistemas de saúde e menos pessoas a aposentarem-se do trabalho devido a problemas de saúde. Este, por sua vez, teria um impacto positivo no crescimento económico da Europa.

Como 2012 é designado pela Comissão Europeia como o “Ano Europeu do Envelhecimento Activo”, realizou-se em 23 de Novembro de 2011 um simpósio internacional sob o titulo “Contagem regressiva para o Ano Europeu do Envelhecimento Activo: Enfrentando o Desafio do Envelhecimento da População da Europa”, o qual pretende sensibilizar, estimular o debate e a discussão política em torno de um objectivo que e o de melhorar a vitalidade dos idosos, aumentando sua participação na sociedade e na remoção de barreiras entre as gerações . O envelhecimento activo inclui a criação de mais oportunidades para as pessoas idosas continuarem a trabalhar e a contribuir para a sociedade através do voluntariado, no entanto, essas ambições precisam de ser apoiadas por uma ampla gama de políticas em todos os níveis da governação.

A União Europeia tem um papel fundamental a desempenhar em áreas como emprego, protecção social e inclusão, saúde pública, sociedade da informação e transportes, mas o papel principal é que os governos nacionais, regionais e locais, bem como da sociedade civil e os parceiros sociais adotem um quadro claro para promover o envelhecimento activo.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: